12 julho, 2007

Rumo às gravuras

Depois de um dia cansativo, não só pelo trabalho, mas também pelo calor, os todo terreno do Parque Arqueológico do Vale do Côa, levaram-nos rumo a uma visita guiada às gravuras rupestres.
Gostava eu de ter tempo e ter assimilado tudo quanto vi e ouvi para vos poder aqui transmitir. No entanto fica aqui a 'reportagem' fotográfica possível.
O passeio é lindo, vinhedos a perder de vista pertencentes à Quinta da Erva Moira, a paisagem serena e calma convidando ao descanso.
E se não quero induzir-vos em erro o melhor mesmo será consultar a página do Parque aqui

A bem da verdade, posso dizer-vos que a maior parte das gravuras não foram vislumbradas por mim no local, mas o problema será meu que sou curta de vista, culpa também do nosso atraso na hora marcada para a saída, e ao escurecer tudo fica menos claro (obviamente...). Fiz esta viagem há dois anos mas numa visita noturna, aí sim... não me perguntem como, nem porquê, mas se dúvidas eu tinha de que se conseguiriam distinguir uns traços de outros, vim de lá com elas (as dúvidas) todas esquecidas. A maior parte dos traços são visiveis e têm nexo. E agora, ainda se vos faz 'espécie' quando vos digo que vivo atrás das fragas?? Pois como se vê, vivo literalmente atrás delas... Aqui onde elas estão, são famosas e património da humanidade. (Aliás temos dois patrimónios mundiais: O Douro e as Gravuras) Há dias foram eleitas as 7 maravilhas do mundo, seria querer demais que elas tivessem pelo menos sido propostas??!

(Aproveitem e vejam mais fotos nos três posts abaixo de gravuras e paisagens dos sítios por onde passámos este fim de tarde)

7 comentários:

Tina disse...

Ficaram lindas as fotos, e a paisagem realmente é fantastica!
Já fiz uma visita as gravuras há alguns anos e sinceramente houve algumas que não consegui decifrar!! Mas isso é por que sou pitosga!!!! A minha filha dizia "Então não consegues ver? Olha ali! E ali!!!"
Desejos de um optimo fim de semana!

Mamã Martinho.wordpress.com disse...

Deve ter sido um dia muito bem passado, isto pelo que vi pelas fotos!

Bjs

Mónica

Nilda Biagio disse...

Olá Ana
Que lugar lindo!
Vc é uma felizarda em poder desfrutar tanta beleza!
Parabéns!!!
Bom final de semana!
Nilda

Fabiana Tavares disse...

Ana! Bom Diaaaa
Que lugar lindo!!!! Deve ter sido um passeio e tanto!

Quer ver a delícia que tá hoje lá no meu blog?!

Então faça uma visitinha e aproveite para deixar seu comentário!

Beijos açucarados

Fabi

MARY disse...

uauuuuuuuuuuu amiga que paisagens lindas deve ter sido um passeio inesquecivel, adorei vver as fotos, obrigada por partilhar.
Bem vou sair do seu blog, vc já deve estar cansada de tanto comentario meu, mas é que fazia tempo não vinha aqui e hoje vi tyanta novidade linda que no resisti.
Já nao comento no post de baixo hehehe mas mesmo assim te digo que adoro aquele zig zag.
Mil beijos da mary

Cris Rodrigues disse...

Olá,Ana
Adorei os teus tops de crochet!!Estão lindos e imaginativos.
Então andaste a passear por terras que eu conheço muito bem...Minha familia materna é de Vila Nova de Fôz Côa.Estão ligados ás gravuras rupestres e a uma das muitas quintas do vinho que tem como simbolo as gravuras,no seu rótulo.Também estiveram ligados á barragem e á estação do Pocinho.Também tenho familia em Moncorvo,outra terra linda.Sabias que no telhado da igreja desta vila,nasce sempre uma figueira(embora a cortem sempre?!)Nesta região há muito para descobrir e deliciar...
Beijocas para ti e uma boa semana.
Cris Rodrigues

aos meus olhos disse...

Olá Cris, em primeiro lugar, obrigada pela visita, e não tendo outra forma de responder, aqui vai: Eu SOU de Foz Côa, tbm acho esta região linda, mas mais para quem vem de passagem. Foz Côa é cidade, pequena, mas cidade!! :)
E dessa figueira, há muitas histórias, e todos os anos a via crescer no campanário da igreja, da secretária do meu trabalho (já não vejo, mudei de "ala" no palácio...)
Bjito
ana
(atrás das fragas, literalmente) :)